Postagens

Mantenha-se na sintonia do bem

 Amados leitores, hoje lhes trazemos um tema breve, porém cada vez mais relevante. Além de estarmos em um ano eleitoral, estamos (ainda) em meio a uma pandemia. Somado a isso, conflitos acontecem pelo mundo. Se quisermos, podemos encontrar diversas coisas negativas para falar: economia, cataclismas, tragédias, etc. O problema é que quando esses assuntos viram notícia, eles vão direto dos jornais para a boca do povo. Todo mundo passa a falar nisso. Em vez do bom e velho "será que chove, vizinho?" para quebrar o gelo no elevador, o "e essa guerra hein?" vira o novo papo do momento. Porém quanto mais nos envolvemos nesses assuntos, mais vamos trazendo para as nossas vidas essas energias de desarmonia, conflito, sofrimento, e tantas outras vibrações negativas. Em uma explicação bem simplificada: tudo aquilo que ocupa nossas mentes e corações, será o que preencherá a nossa alma. E você, amado leitor, que já tem a sua própria cota de desafios para lidar, será que precisa

Você é merecedor de tudo de melhor que há no mundo!

 Olá amados leitores. Hoje trago um tema que é difícil para muitas pessoas, inclusive para mim. E sabendo do quanto isso pode afetar nossas vidas, procurarei esclarecer o tema da melhor maneira possível. Muitos motivos podem levar uma pessoa a achar que não merece as coisas boas. Que não merece ser feliz, amada, e até mesmo perdoada por seus erros. Às vezes por motivos de vidas anteriores, por situações vividas na vida presente, ou até mesmo ambas as causas, nas mais variadas proporções. Mais eis a verdade: você é merecedor! E vamos explicar os motivos. Todos nós fomos criados por Deus, espíritos simples e ignorantes, para que através da jornada das múltiplas encarnações, pudéssemos progredir em conhecimento e moralidade, até o ponto em que atingiremos a perfeição.  Em cada um de nós, Deus colocou a sua fagulha divina. Uma faísca, uma chama, uma semente, uma luz. Não importa como quisermos chamar, o que importa é que está lá. E é essa fagulha divina que nos fornece todas as potencialid

Sair da zona de conforto

 Frequentemente falamos aqui neste blog sobre mudanças. Sobre evoluir, tornar-se uma pessoa melhor. Mas não há como fazer esta mudança sem sairmos de nossa zona de conforto. Não é à toa que a mudança interior também é chamada de reforma íntima. Pois é justamente isso que estamos fazendo dentro de nós, uma reforma. E não há como fazer uma reforma sem derrubar algumas paredes, sem abrir alguns buracos, sem encher tudo de pó e de caliças. Reformas sempre geram uma bagunça, mas se conseguirmos sobreviver a esta bagunça, vamos colher o maravilhoso resultado de uma casa reformada como nós desejávamos. Imagine agora que você poderia reformar alguma peça de sua casa ou de seu apartamento. Sim, só de imaginar todo o transtorno, a vontade de reformar vai logo embora, não é mesmo? E isso acontece justamente porque estamos presos na nossa zona de conforto. E a zona de conforto é mais traiçoeira do que nós imaginamos. Porque muitas vezes as coisas não estão bem do jeito que estão. Pelo contrário, e

Fora Da Igreja Não Há Salvação – Fora Da Caridade Não Há Salvação

 Amados leitores, hoje queremos fazer um breve comentário sobre este tema, que ainda é incompreendido na sua totalidade. Segue o nosso comentário, após a citação de O Evangelho Segundo o Espiritismo: " 8 – Enquanto a máxima: Fora da caridade não há salvação apóia-se num princípio universal, abrindo a todos os filhos de Deus o acesso à felicidade suprema, o dogma: Fora da Igreja não há salvação apóia-se, não na fé fundamental em Deus e na imortalidade da alma, fé comum a todas as religiões, mas na fé especial em dogmas particulares. É, portanto, exclusivista e absoluto. Em vez de unir os filhos de Deus, divide-os. Em vez de incitá-los ao amor fraterno, mantém e acaba por legitimar a animosidade entre os sectários dos diversos cultos, que se consideram reciprocamente malditos na eternidade, sejam embora parentes ou amigos neste mundo; e desconhecendo a grande lei de igualdade perante o túmulo, separa-os também no campo-santo. A máxima: Fora da caridade não há salvação é a conseqüênc

As dificuldades da vida

 Basta estarmos encarnados, para estarmos suscetíveis às dificuldades. Desde o nascimento, já precisamos lutar por nossa vida. Através daquele primeiro choro nos manifestamos pela primeira vez na encarnação. E é justamente para isso que estamos aqui. Para nos manifestarmos no mundo material. Para através do uso do corpo físico, conseguirmos nos desenvolver como um ser integral, evoluindo em todos os aspectos, mas principalmente em moralidade e intelecto. Temos dentro de nós todas as potencialidades para realizarmos coisas incríveis, se assim o desejarmos e se com determinação e empenho agirmos em prol destes objetivos. Deus nos fez à sua imagem e semelhança. Isso não significa que Deus seja uma criatura humana. Pelo contrário, isso significa que em nós residem todos os potenciais para um dia atingirmos a perfeição máxima a qual poderemos alcançar. Porém Deus deixou a sua marca não só no homem, mas em toda a obra da criação. Em sua infinita inteligência, criando tudo com coesão e com pr

Resolver as coisas enquanto ainda é tempo

 Temos sempre a equivocada impressão de que temos "a vida inteira" para lidar com determinados assuntos. E assim vamos postergando a resolução de assuntos importantes, que vão ficando de lado enquanto nos ocupamos com outras coisas. Porém acontece que nossa vida, aqui no mundo material, um dia chegará ao fim. E nunca sabemos quando pode ser esse fim. Poderá ser daqui 50 anos, 5 anos ou 5 horas. Não temos essa informação previamente. Quantas pessoas desencarnaram agora durante a pandemia, pensando que ainda tinham toda a vida pela frente para resolver suas pendências? E infelizmente, não deu tempo. Mas não é somente o desencarne que pode nos impedir ou dificultar para tratarmos determinados assuntos. Há uma infinidade de variáveis acontecendo o tempo todo nas nossas vidas e também nas vidas dos outros. Então, porque arriscar e deixar para depois? Que tal já começarmos desde hoje resolvendo nossos conflitos? Pedindo perdão por todas as ocasiões em que erramos, e também perdoand

Não se compare com as outras pessoas

Amados leitores, hoje vamos tratar de um tema breve, porém não menos importante: a comparação. Somos seres que vivem em sociedade, e como tal, é natural que observemos os demais, na tentativa de identificarmos padrões. Provavelmente essa foi uma das habilidades que nos permitiu sobreviver, como espécie, até os dias de hoje. Na sociedade moderna, ainda temos, e talvez de forma mais intensa, o hábito de nos compararmos com os demais. Algumas pessoas utilizam as redes sociais e se comparam com as outras pessoas, acabando por concluir que não são felizes, ou não tem tanto sucesso quanto os demais. Esquecendo-se que nas redes sociais as pessoas somente postam um conteúdo altamente selecionado de seus melhores momentos, ou até mesmo situações que nem correspondem à sua realidade. Outras pessoas, observando no seu dia-a-dia, se comparam com as outras pessoas, acabando por concluir de que são muito superiores às outras, por tal e tal motivo. Esquecendo-se de que possuem muitas vezes privilégio

Olhe para si mesmo com sinceridade, mas também com amor

 Amados leitores, é sempre um prazer estar aqui com vocês para falarmos destes temas nobres, onde todos nós nos colocamos receptivos para a nossa evolução espiritual. Hoje lhes trago este tema que representou um grande desafio em minha jornada. Então pensei: talvez mais pessoas precisem ouvir sobre isso. Talvez mais pessoas estejam precisando ouvir tudo aquilo que já me foi ensinado, e que eu precisei (e às vezes ainda preciso) repetir para mim mesmo, a fim de avançar no objetivo de amarmos a nós mesmos. E é um tema muito interessante, pois não só ilustra a dualidade em nós, como também nos esclarece sobre certos conflitos que existem no nosso interior. Mas para simplificar, vamos dividir o assunto em duas categorias:   O lado sombrio Todos nós possuímos, em maior ou menor grau, um lado "sombrio". O lado onde ficam os nossos defeitos, nossas falhas morais, vícios, apegos, medos, mágoas, enfim, tudo aquilo que nos impede de avançar em nosso progresso espiritual. E é normal que

Suicídio parcelado - será que você não está cometendo?

 Muito se debate sobre o suicídio e suas implicações. Acredito que a maioria dos leitores deste blog já estejam familiarizados com o tema. Mas para os que ainda não estejam, vamos sintetizar o assunto: Ninguém, a não ser Deus, possui o direito de encerrar uma vida, seja a de terceiros ou a sua própria. Porque somente Deus dá a vida, e cabe somente a ele colocá-la um fim, quando ele próprio julgar mais adequado. Talvez você neste momento esteja pensando "ah, a vida acontece no encontro dos gametas, Deus não tem nada a ver com isso!". E se estiver pensando assim está equivocado. Pois antes mesmo que haja a matéria que hoje forma os seus corpos, Deus já criou os seus filhos, na forma de espírito imortal. A vida material é apenas uma fase na longa jornada de aprendizagem do espírito. Portanto quando se fala em vida, fala-se materialmente, pois o espírito sendo imortal, já é vivo.  A união dos gametas é necessária sim, para a formação de um corpo físico. Mas esse corpo físico jama

Não se boicote!!!

 Falamos muito neste blog sobre virtudes, sobre mudança interior, sobre fazer um novo começo em nossas vidas. Sobre abandonar o velho eu endurecido e nos tornarmos esse novo eu mais leve, maleável e equilibrado. E tenho certeza que se vocês vem até aqui, é porque não só se interessam por esses temas, como também possuem esses objetivos. Muito se fala sobre a reforma íntima ser algo difícil, e isso pode conduzir a um equívoco na compreensão deste processo. Sim, a reforma íntima exige esforço, assim como qualquer processo de transformação. Vamos pegar uma pessoa de 40 anos como exemplo. Dando um desconto da infância e da adolescência, pode-se dizer que esta pessoa viveu 20 anos agindo exatamente da mesma forma. Somente nesta encarnação!!! Toda a forma de pensar e de agir desta pessoa se cristalizou (ou como ouvi outro dia: "secou no molde") durante esses 20 anos de fase adulta, fazendo com que seus pensamentos e ações sejam tão condicionados que acabam automaticamente operando

Estamos de volta!

 Amados leitores! Esse primeiro semestre tem sido bem corrido por aqui, por isso infelizmente faltou tempo para escrever por aqui. Mas não se preocupem, estamos de volta e retomando as postagens todas as quartas-feiras! Vocês podem sempre sugerir temas aqui nos comentários ou através do e-mail. Não esqueçam de compartilhar os posts com seus familiares e amigos. Vamos seguir espalhando o conhecimento! Grande abraço!

Mudanças - e como elas nos afetam

 Todos nós passamos por mudanças. É algo que faz parte do nosso ciclo de crescimento. Mas nem sempre elas são tranquilas... Há algumas mudanças que são motivadas por nós, pelas nossas ações e decisões, pelo nosso agir. Normalmente são aquelas em que temos mais controle dos acontecimentos, quando agimos de forma planejada. Há também aquelas mudanças que nos afetam independentemente da nossa vontade. Normalmente acontecem quando os "ciclos" de nossa vida se alternam, nos fazendo sair da zona de conforto. Almejando um estado melhor, às vezes nos fazem passar por algumas tempestades até vermos um dia ensolarado novamente. E há, por fim, aqueles casos em que ambas coincidem, fazendo com que as nossas mudanças planejadas tenham consequências além do que imaginávamos, podendo fazer também uma boa bagunça justamente em um momento de transição. Mas não nos enganemos - mudanças são ótimas. O ruim mesmo é a estagnação. Na natureza, tudo que está estagnado, entra em decomposição. O ferro

Ano-novo, tudo novo. Será mesmo? Como podemos ter um ano novo de verdade?

 Chega o mês de dezembro e todos estão exaustos. Cansados de um ano inteiro de dificuldades. Ainda mais neste ano, onde a pandemia afetou a vida de muitas pessoas (e de muitas maneiras diferentes). Todos anseiam por um novo ano, "zero bala", uma página em branco para começar tudo de novo. E é justamente aí que está o problema: começar tudo de novo. Essa é a hora em que começamos a repetir as mesmas coisas de sempre, da mesma maneira de sempre e esperando resultados diferentes. E nunca funciona. Porque será? Vamos a um exemplo: Uma criança pequena está brincando na praia. Ela está usando seus baldes e demais equipamentos para fazer um castelinho de areia. Porém ela está muito perto do mar. Mais ou menos a cada dez minutos, vem uma onda mais forte e desmancha toda a construção que a criança já fez. A criança então não vê outra opção a não ser começar de novo. E então outra onda vem, o castelo se vai, a criança recomeça e assim por diante. Um adulto assiste a cena à distância e

Espírito Natalino durante o ano inteiro

 Desejamos a todos um Feliz Natal, cheio de bênçãos, amor e paz! Ah, o Natal! Por um dia, o mundo inteiro se ilumina. Por um dia, as trevas se dissipam. Por um dia, nosso planeta respira aliviado. É um dia em que toda a humanidade se une nos bons sentimentos, de amor, de fraternidade, de caridade, de união e de paz. Esse dia que é uma oportunidade abençoada para que todas as pessoas que se encontram em uma situação difícil, possam conhecer e vivenciar os bons sentimentos, ou pelo menos ter um alívio em sua situação. Não seria bom se isso durasse o ano inteiro? Seria possível? Eu lhes digo, amados irmãos, que isso é possível. Porém para tal, precisamos lembrar de algumas coisas. A primeira coisa a ser lembrada é: quem é o aniversariante? Não, não é o Papai Noel, nem os duendes, nem as renas. É Jesus!!! Infelizmente não vemos muito a foto dele pelas lojas e nas decorações das casas, mas sim, ele que é o aniversariante. Estamos celebrando o nascimento de Jesus, o nosso mestre, modelo e gu

Os Infortúnios Ocultos

Aproveitando o clima de Natal, vamos hoje refletir sobre esta maravilhosa lição de caridade e humildade: "4 – Nas grades calamidades, a caridade se agita, e vêem-se generosos impulsos para reparar os desastres. Mas, ao lado desses desastres gerais, há milhares de desastres particulares, que passam desapercebidos, de pessoas que jazem num miserável catre, sem se queixarem. São esses os infortúnios discretos e ocultos, que a verdadeira generosidade sabe descobrir, sem esperar que venham pedir assistência. Quem é aquela senhora de ar distinto, de trajes simples mas bem cuidados, seguida de uma jovem que também se veste modestamente? Entra numa casa de aspecto miserável, onde sem dúvida é conhecida, pois à porta é saudada com respeito. Para onde vai? Sobe até a água furtada: lá vive uma mãe de família, rodeada pelos filhos pequenos. À sua chegada, a alegria brilha naqueles rostos emagrecidos. É que ela vem acalmar todas as suas dores. Traz o necessário, acompanhado de suaves e consola

Viver em fraternidade

 Apesar de, no fundo, todos sabermos que somos irmãos, vivemos cada vez mais de forma isolada e competindo uns com os outros. Em vez de cooperação, competição. Em vez de acolhimento, isolamento. Em vez de fraternidade, rivalidade. Será que isso está certo? Sabemos que somos todos espíritos imortais, criados simples e ignorantes, para que através das nossas experiências e conhecimentos adquiridos através das incontáveis reencarnações, pudéssemos progredir em intelecto e moralidade, avançando em nossa evolução espiritual rumo à perfeição. Porém, vamos por um instante deixar o aspecto espiritual de lado. Vamos só lembrar que estamos todos nós vivendo no mesmo planeta, e que até o presente momento, não há maneira de ir viver em outro. Estamos todos nós restritos a este grande globo, chamado Terra. Poderíamos neste momento, estar utilizando todo o conhecimento, tecnologia e recursos de todas as nações para estarmos aprimorando os tratamentos médicos, a tecnologia agrícola, e tantas outras c

Amar aos pais

 Durante a nossa vida, passamos por diversas experiências que vão nos moldando e nos ajudando a nos desenvolver. Em meio a erros e acertos, vamos somando essas experiências à nossa bagagem das diversas encarnações que já vivemos. Tudo isso vai ajudar a nos direcionar na nossa tomada de decisões e nos caminhos que escolhemos para nós. Porém como não temos todo o conhecimento, é natural que cometamos alguns erros neste percurso, por mais bem-intencionados que estejamos. À medida que vamos nos tornando adultos, nunca estamos totalmente prontos para a maioria das situações que se apresentam, e com isso vamos "improvisando" à medida que as coisas vão acontecendo nas nossas vidas, torcendo sempre pelo melhor. Com nossos pais, não foi diferente. Eles também estavam se aventurando em águas desconhecidas na maior parte do tempo. Isso não quer dizer que eles estavam sendo negligentes ou imprudentes, pelo contrário, é bem possível que estivessem fazendo o seu melhor naquele momento. Ent

Aprecie o momento - Seja grato pelo agora

É comum que estejamos com nosso foco fora do lugar. Alguns de nós, se perdem olhando para o passado, vivendo em meio a saudades, mágoas, arrependimentos e nostalgia. Outros, se perdem olhando para o futuro, vivendo em meio aos sonhos, expectativas, ansiedades, e receios. Ainda há aqueles que até vivem no presente, mas sem equilíbrio, fora do controle das suas vidas, aéreos, anestesiados e sem paixão por nada. Precisamos de mais equilíbrio. O passado é sim importantíssimo, pois é através do que já vivemos que adquirimos a experiência e a sabedoria para direcionarmos nossa vida para a direção correta. O futuro também é importantíssimo, pois precisamos de objetivos, metas, sonhos, projetos, coisas que nos impulsionem sempre para a frente, sempre estimulando o nosso desenvolvimento nos mais diversos aspectos da nossa vida. Agora, enquanto o passado é "o que já foi" e o futuro é "o que será" (ou "o que pode ser"), o presente é o agora. O presente simplesmente &

A chama do amor

Hoje abordaremos sobre o amor, iniciando com esse maravilhoso texto de Fénelon, e seguindo com o nosso comentário:              " 9 – O amor é de essência divina. Desde o mais elevado até o mais humilde, todos vós possuís, no fundo do coração, a centelha desse fogo sagrado. É um fato que tendes podido constatar muitas vezes: o homem mais abjeto, o mais vil, o mais criminoso, tem por um ser ou um objeto qualquer uma afeição viva e ardente, à prova de todas as vicissitudes, atingindo freqüentemente alturas sublimes.             Disse por um ser ou um objeto qualquer, porque existem, entre vós, indivíduos que dispensam tesouros de amor, que lhes transbordam do coração, aos animais, às plantas, e até mesmo aos objetos materiais. Espécies de misantropos a se lamentarem da humanidade em geral, resistem à tendência natural da alma, que busca em seu redor afeição e simpatia. Rebaixam a lei do amor à condição do instinto. Mas, façam o que quiserem, não conseguirão sufocar o germe vivaz que

As segundas chances

Todo nós, cedo ou tarde, podemos chegar a uma situação complexa em nossas vidas. Em alguns casos, podemos nos encontrar à beira da morte. Mas na maioria das vezes, nossa vida vira completamente de cabeça para baixo, e nada fica no mesmo lugar que estava antes. Mas de alguma maneira, sobrevivemos. De alguma maneira, o que parecia o fim, não foi o fim. E é disso que falaremos hoje: das segundas chances. Não é raro que hoje em dia nossas vidas estejam uma bagunça completa, onde "precisamos" fazer tantas coisas que chegam a faltar horas no nosso dia. E na maioria das vezes, nem estamos fazendo aquilo que nós realmente gostaríamos de estar fazendo. Estamos presos nessa situação simplesmente por estarmos com o nosso foco no lugar errado. Colocando prioridades nas coisas erradas.  Mas na correria do dia-a-dia, torna-se muito difícil quebrar esse loop, pois além de não nos darmos conta de sua existência, estamos tão condicionados a repetir os mesmos padrões de sempre, mecanicamente.