Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2013

Desejando paz no Ano-Novo - mas o que é paz?

Neste momento de transição de um ano para o outro, todos vestem-se de branco e desejam a paz.

Mas o que é a paz?

Dirá a grande maioria: é não ter problemas.

Será que é possível viver sem problemas?

Quando olhamos por nossa visão materialista e limitada, pensamos que ter paz é não precisar fazer nada, nenhum esforço: nem físico, nem mental. Todos os problemas exigem esforços de nós, então não ter problemas seria a paz. Mas isso não é paz, é estagnação e preguiça.

A paz não vem de fora, ela deve vir de dentro.

A paz é um estado de espírito. Ela não se refere a como as coisas me afetam, mas sim a como eu deixo as coisas me afetarem.

Vivemos em um mundo cercado de desafios a serem superados, problemas a serem resolvidos, projetos a serem executados e mais um turbilhão de coisas. Torna-se portanto impossível viver sem ser bombardeado pelo ruído que nos circunda.

Dirão os espertos: basta ir viver isolado no meio da floresta, então teremos paz. Mas não percebem que desse modo padecerão pela s…

Feliz Natal!

Feliz Natal!

Que neste natal não falte na sua ceia:

- Uma grande quantidade de caráter, servido em porções quentinhas.

- Muitas garrafas de perdão, para o momento do brinde.

- Uma saladinha de compaixão e piedade, para acompanhamento.

- Aquele doce de humildade que é maravilhoso.

- O prato principal, aquele amor gigante e douradinho, recheado com uma miscelânea de ternura e paciência.

- E na troca de presentes, várias caixas com benevolência, tolerância, cordialidade, respeito e bom humor.

São os votos da equipe Aprendizes da Vida Eterna!


Em tempo, caso ainda não tenha lido, leia a reflexão sobre as festividades de final de ano no mundo contemporâneo .


A felicidade não é deste mundo

"20 – Não sou feliz! A felicidade não foi feita para mim! Exclama geralmente o homem, em toda as posições sociais. Isto prova, meus caros filhos, melhor que todos os raciocínios possíveis, a verdade desta máxima do Eclesiastes: “A felicidade não é deste mundo”. Com efeito, nem a fortuna, nem o poder, nem mesmo a juventude em flor, são condições essenciais da felicidade. Digo mais: nem mesmo a reunião dessas três condições, tão cobiçadas, pois que ouvimos constantemente, no seio das classes privilegiadas, pessoas de todas as idades lamentarem amargamente a sua condição de existência.

Diante disso, é inconcebível que as classes trabalhadoras invejem com tanta cobiça a posição dos favorecidos da fortuna. Neste mundo, seja quem for, cada qual tem a sua parte de trabalho e de miséria, seu quinhão de sofrimento e desengano. Pelo que é fácil chegar-se à conclusão de que a Terra é um lugar de provas e de expiações.

Assim, pois, os que pregam que a Terra é a única morada do ho…

Os inimigos internos

Gosto muito do Dalai Lama (Tenzin Gyatso) , pois além de sua ótica budista e humanista, ele sempre procura falar em termos que qualquer pessoa, em qualquer lugar do mundo, possa compreender.

Estou relendo um livro onde o Dalai Lama é entrevistado e questionado sobre os mais variados temas. E é incrível como os ensinamentos budistas que ele professa coincidem com tudo o que debatemos aqui no blog.

Em especial, a resposta abaixo me chamou atenção, não só pelo seu conteúdo, mas pela simplicidade em que ele explica algo tão complexo. Somente uma alma tão elevada pode falar tanto em tão poucas palavras:

"Entrevistador: Nós em geral pensamos da outra forma. Não queremos ver nossos próprios erros, mas podemos falar sem fim sobre as más qualidades dos outros. É o que Jesus também quis dizer com a seguinte metáfora: "Ou como dirás a teu irmão: 'Deixa-me tirar o argueiro do teu olho', quando tens uma trave em teu próprio olho?'' É assim que o "irmão" se t…

O que você tem feito para melhorar a sua vida?

Nosso blog surgiu para ser um canal de estudos, mas não se deteve a isso: hoje não só temos estudos, mas principalmente reflexões.

Porque não queremos recriar ou revisar a Doutrina Espírita. Esta já está nos livros, esperando para ser estudada e compreendida. O que propomos aqui é que cada um entenda esses ensinamentos e os traga para sua vida, buscando colocar em prática tudo o que aprende de bom, útil e construtivo.

Este ano foi bem ativo para o blog, falamos sobre diversos temas, fizemos um estudo sobre as leis morais e tentamos, na medida do possível, fazer duas postagens semanais.

E todos esses temas e reflexões que vieram à tona durante este ano, não são para serem lidos e guardados. São para nos tornarem melhores. Mas para isso, é necessária a nossa dedicação.

Eu sempre digo e repito: enquanto usarmos sempre as mesmas fórmulas, obteremos sempre os mesmos resultados.

Muitas vezes, temos medo de entrar no desconhecido. Eu mesmo passei por isso durante muito tempo, até o momento e…

Escolha das Provas

Muitas pessoas reclamam de suas vidas e das dificuldades que passam. Culpam a Deus por todas as suas misérias. Entretanto, não percebem que é o próprio homem que faz o seu destino, seja através de seus atos, seja através de suas escolhas.

Este capítulo sobre a escolha das provas é muito esclarecedor, com respostas importantes para estes questionamentos. Apesar de longo, vale a leitura.

Destacaremos algumas partes, para dar maior ênfase:



"258. No estado errante, antes de nova existência corpórea, o Espírito  tem consciência e previsão do que lhe vai acontecer durante a vida?

— Ele mesmo escolhe o gênero de provas que deseja sofrer; nisto consiste o seu livre-arbítrio.


258. A) Não é Deus quem lhe impõe as tribulações da vida, como castigo?

— Nada acontece sem a permissão de Deus, porque foi ele quem estabeleceu todas as leis que regem, o Universo. Perguntareis agora por que ele fez tal lei em vez de tal outra! Dando ao Espírito a liberdade de escolha, deixa-lhe toda a responsabilidade d…

Reflexão sobre as festividades de final de ano no mundo contemporâneo

É chegado o tempo das festividades habituais de final de ano: Natal e Ano-Novo.


Ao falarmos disso, logo pensamos em mesas fartas, champanhe e família. Lembramos da troca de presentes e do amigo secreto. De vestir-se de branco e esperar fogos de artifício.

É sempre assim todo ano, não é mesmo?

E será que deve ser assim?

Pensemos inicialmente no Natal. O Natal é a celebração (simbólica) do nascimento de Jesus. Isso todo mundo sabe.

E quem foi Jesus? Foi aquele cara, cabeludo e barbudo, que vivia em Jerusalém e foi pregado numa cruz a dois mil anos atrás. Todos lembramos disso.

E o que ele veio fazer aqui? Ele veio falar de amor. Ele veio nos ensinar a amar. Ele veio exemplificar o amor incondicional. Ele nos ensinou a tratar aos outros da mesma maneira que gostaríamos de ser tratados. Ainda lembramos disso?

Vamos pensar bem: na celebração do nascimento de Jesus, que veio nos ensinar a amar ao próximo (e nos deu o exemplo disso), será que o amor está presente nos nossos corações?

Será qu…

Influência dos Espíritos sobre os Acontecimentos da Vida

Hoje trazemos um tema do qual muitas pessoas tem dúvidas. As questões por si só são bastante esclarecedoras, e após elas, segue o nosso habitual comentário.


"525. Os Espíritos exercem influência sobre os acontecimentos da vida?

— Seguramente, pois que te aconselham.

525 – a) Exercem essa influência de outra maneira, além dos pensamentos  que sugerem, ou seja, têm uma ação direta sobre a realização das coisas?

— Sim, mas não agem nunca fora das leis naturais.

Comentário de Kardec: Pensamos erradamente que a ação dos Espíritos só deve manifestar-se por fenômenos extraordinários; desejaríamos que viessem em nosso auxílio através de milagres, e sempre os representamos armados de uma varinha mágica. Mas assim não é. e eis porque a sua intervenção nos parece oculta e o que se faz pelo seu concurso nos parece inteiramente natural. Assim, por exemplo, eles provocarão o encontro de duas pessoas, o que parece dar-se por acaso; inspirarão a alguém o pensamento de passar por tal lugar; chamarão …