Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2018

Falando sobre vibrações e padrões energéticos - Parte 2: Vibrações, pensamentos e emoções

Continuando o tema do post anterior, seguimos com o tema das vibrações e padrões energéticos.

Hoje, falando sobre a relação entre as nossas emoções e os padrões energéticos.

Relembrando, somos seres de energia pura: espíritos, o princípio inteligente da criação. Para atuarmos no mundo material através de nosso corpo físico, precisamos desse corpo semi-material chamado perispírito, que serve de intermediário e de ligação entre os dois.

Desde a selvageria completa até à perfeição espiritual, existem diversas faixas vibratórias progressivas, das quais somente podemos estar sintonizados em uma por vez.

Baseado na faixa vibratória em que estivermos sintonizados, atrairemos companhias espirituais de mesmo calibre.

- E onde entram os pensamentos e as emoções nisso?

Os nossos pensamentos e emoções são as chaves seletoras que nos fazem mudar para um padrão vibratório mais denso ou mais sutil.

Pensamentos e emoções embrutecidos e selvagens, tais como de vícios, de ódio, de egoísmo, e de tudo aqu…

Falando sobre vibrações e padrões energéticos - Parte 1: Introdução

Hoje, amados leitores, vamos falar sobre um tema um pouco mais técnico, mas de igual importância para o estudante espírita.

Vamos falar sobre as vibrações, sobre os padrões energéticos e como eles nos afetam negativamente ou positivamente.

Para começarmos, é necessário esclarecer que existem dois princípios básicos na criação divina: a matéria (elemento inerte) e o espírito (princípio inteligente).

Todavia, estes dois princípios não possuem uma interação direta. Há entre eles um terceiro elemento, semi-material, chamado fluido cósmico universal. Esse fluido permite que a matéria exista de forma ordenada, e que o espírito possa interagir com a mesma.

O fluído cósmico universal pode ser modificado para diversas funções, entre elas a eletricidade. Vamos ao que nos diz O Livro dos Espíritos:

"7. Haveria, assim, dois elementos gerais do Universo: a matéria e o espírito?

— Sim e acima de ambos, Deus, o criador, o pai de todas as coisas. Essas três coisas são o princípio de tudo o que ex…

A parábola do filho pródigo - e o que ela revela sobre nós

Vamos começando com o texto da parábola, e após, os nossos comentários:

""Disse Jesus: Um homem tinha dois filhos. O mais moço disse a seu pai: Meu pai, dá-me a parte do patrimônio que me toca. O pai então repartiu entre eles os haveres. Poucos dias depois ajuntando tudo o que lhe pertencia, partiu o filho mais moço para um país muito distante, e lá dissipou sua herança vivendo dissolutamente.

Depois de ter esbanjado tudo, sobreveio àquela região uma grande fome: e ele começou a passar penúria. Foi pôr-se a serviço de um dos senhores daquela região, que o mandou para os seus campos guardar porcos. Desejava ele fartar-se das vagens que os porcos comiam, mas ninguém lhas dava. Entrando então em si e refletiu: “Quantos empregados há na casa de meu pai, que têm pão em abundância, e eu, aqui, a morrer de fome! Levantar-me-ei e irei a meu pai, e dir-lhe-ei: Meu pai, pequei contra o céu e contra ti; já não sou digno de ser chamado teu filho; trata-me como a um dos teus empregados”.…

Aquele que se eleva será rebaixado - Orgulho e humildade

Hoje falaremos sobre uma das virtudes mais importantes: a humildade.

"Então, a mãe dos filhos de Zebedeu se aproximou dele com seus dois filhos e o adorou, dando a entender que lhe queria pedir alguma coisa. — Disse-lhe ele: “Que queres?” “Manda, disse ela, que estes meus dois filhos tenham assento no teu reino, um à sua direita e o outro à sua esquerda.” — Mas, Jesus respondeu, “Não sabes o que pedes; podeis vós ambos beber o cálice que eu vou beber?” Eles responderam: “Podemos.” — Jesus lhes replicou: “É certo que bebereis o cálice que eu beber; mas, pelo que respeita a vos sentardes à minha direita ou à minha esquerda, não me cabe a mim vo-lo conceder; isso será para aqueles a quem meu Pai o tem preparado.” — Ouvindo isso, os dez outros apóstolos se encheram de indignação contra os dois irmãos. — Jesus, chamando-os para perto de si, lhes disse: “Sabeis que os príncipes das nações as dominam e que os grandes os tratam com império. — Assim não deve ser entre vós; ao contrário, …

Minhas preces não são atendidas. Deus me abandonou?

Continuando nossa sequência de posts sobre a prece ("A felicidade que a prece proporciona", "Preces para os desencarnados" e "Preces de agradecimento - Gratidão"), hoje queremos falar desta exclamação que é tão comum entre as pessoas.

Quando se fala em preces, em orações, muitas pessoas atestam que suas preces não são atendidas, e que Deus as abandonou. Será mesmo verdade?


É importante lembrar que quando oramos, estamos fazendo a Deus um pedido, que será concedido da maneira que nos for mais conveniente, e não necessariamente da maneira que desejamos.

Vamos supor que estejamos endividados. Rezamos e pedimos a Deus por dinheiro para pagar as contas. Deus irá materializar uma maleta cheia de dinheiro ao nosso lado? Certamente que não.

Porém uma pessoa conhecida de longa data pode surgir, falando de um projeto novo de negócio que está desenvolvendo, e perguntando se não queremos ajudar. O retorno financeiro será pequenino no início, mas com o tempo será bem …