Últimos Posts:

Últimos posts

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Você é o que você pensa!

O espírito é o princípio inteligente do universo.

Somos seres espirituais. Portanto, nos manifestamos através da inteligência, tendo como veículo o pensamento.

O pensamento cria, transporta, interliga, transforma. E mesmo quando estamos encarnados em um corpo, o pensamento continua tendo papel importantíssimo em todas as nossas atuações, mesmo que sendo limitadas em alguns aspectos.

Mesmo que não possamos usar o pensamento como método de deslocamento, criação, interligação e transformação (como poderíamos fazer se estivéssemos desencarnados), ainda assim conservamos os potenciais dessas habilidades.

Quem já fez meditação e imaginou um cenário com natureza, provavelmente conseguiu sentir o toque do vento, o gelado da água, talvez os aromas do ambiente. Não deixa de ser esse um tipo de transporte?

E quem nunca experienciou aquela situação onde estava pensando em alguém e derrepente o telefone toca e é a própria pessoa? Não é esse um tipo de interligação?

E quanto aos potenciais criativos de todas as pessoas que conseguem criar diversas coisas em sua mente, antes mesmo de transcrevê-las para o papel ou para o computador? Não é esse um método de criação?

Enquanto estamos encarnados, todos as nossas habilidades tem seu potencial reduzido, mas ainda assim estão presentes. Alguns indivíduos são portadores de limites menos restritivos e podem acessar a uma porção maior dessas habilidades: são os médiuns.

E é aí que nos voltamos para o tema deste post. Nós somos o que pensamos.

Quando pensamos sobre determinada coisa, através da lei de afinidade, nos aproximamos dessa coisa. Seja em distância, seja em frequência, criamos uma conexão.

Quando pensamos aquele cenário da natureza, com o vento, o gelado da água e o aroma das flores, estamos irradiando-nos para aquele local. Quando pensamos em alguém instantes antes dessa pessoa nos ligar, um de nós está enviando uma intenção de comunicação para o outro.

Nos momentos em que abraçamos uma pessoa amada, sentimos aquele alívio e aquela paz dentro de nós. Estamos nos transformando. Estamos mudando de um estado mais denso para um mais sutil, mesmo que temporariamente. O mesmo efeito é obtido através da oração sincera.

Mas tudo isso é o lado bom.

Agora, o que acontece quando pensamos em uma pessoa pela qual estamos sentindo raiva?

Irradiamo-nos para perto dela, nos encharcamos com a energia densa dessa raiva, transmitimos essa energia nociva para esta pessoa e ainda por cima atraimos para nós espíritos que sentem afinidade pela raiva.

Saudável, não?

Mas se fazer isso uma vez só já não parece boa coisa, imagina vivermos constantemente nesse estado. Não só ficaremos (ironicamente) conectados como nosso desafeto, como também estaremos permanentemente encharcados nessa energia densa e nociva (que deve ser ótima para a nossa saúde), sem contar a transmissão contínua dessa energia raivosa para a outra pessoa (causando um sério desgaste energético).

E ainda temos de brinde agora um novo grupo de "amigos", que adoram esse cenário caótico, e chegam a aplaudir de pé quando proporcionamos esse show. Mas não se preocupe, eles darão muitas sugestões sobre como "melhorar" ainda mais o espetáculo.


Conclusão:

Não adianta sermos gentis e educados com todos, irmos no centro espírita (ou qualquer tipo de templo), sabermos os livros de cor (podendo citar a frase e a página), se dentro de nós ainda estivermos cheios de podridão.

Desta maneira, só manteremos uma aparência de pureza, que enganará aos outros, e o pior, enganará a nós mesmos.

Enquanto estivermos com os nossos pensamentos recheados de falhas morais, não teremos dado nenhum passo na nossa evolução. Só continuaremos sendo vasos bonitos recheados com sujeira.

Cuide dos seus pensamentos. Não deseje o mal. Não se conecte com coisas negativas. E tente desejar o bem para as pessoas. Conseguindo colocar esses três itens em prática, já conseguiremos evoluir bastante.

E lembre sempre, você é o que você pensa. E você estará sempre acompanhado de quem pensa da mesma maneira, tanto encarnados como desencarnados.

Se você só pensa em brigas, intrigas e mentiras, eu que não quero conhecer a sua "turma"...

Pense sobre isso.

Reflita.

E mantenha-se no bem. No corpo e na mente.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário acerca do post acima.