Últimos Posts:

Últimos posts

quarta-feira, 18 de abril de 2012

18 de Abril de 1857 - Publicação de O Livro dos Espíritos


Hoje, agradecemos ao Codificador e à Pleiade de Espíritos de Escol que trabalharam incansavelmente para atingir os objetivos de cumprir a Promessa do Mestre Jesus de nos trazer O Consolador.
" Verdadeira síntese do conhecimento humano, é um tesouro colocado em nossas mãos, que merece, por isso mesmo, repetimos adredemente, ser lido e refletido de capa a capa, palavra por palavra", segundo Antônio Moris Cury.

Em essência, todos os ensinos deste livro continuam aplicáveis à nossa vida moderna comprovando que os princípios da Doutrina Espírita sobre a imortalidade da alma, a natureza dos Espíritos e suas relações com os homens, as leis morais, a vida presente, a vida futura e o porvir da Humanidade são orientações e esclarecimentos de inestimável valor para a humanidade.

Nós, Espíritas, temos que aproveitar ao máximo essas páginas de estudo, reflexão e aprendizado, extraindo desta e demais obras da Codificação os ensinamentos e comparando com os acontecimentos dos nossos dias observar como tudo que está nesta obra é aplicável e revelador.

Nas palavras de Jorge Leite de Oliveira / Revista Reformador – Março de 2012 – editora FEB, "Unamo-nos, como um feixe de varas conduzido por Jesus, a fim de colaborarmos, humildemente, com sua obra de transformação da Terra num mundo destinado aos justos e onde as misérias material e moral não mais proliferem. Amemo-nos e instruamo-nos, começando pelo estudo e aplicação prática de O Livro dos Espíritos!"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário acerca do post acima.