Últimos Posts:

Últimos posts

sexta-feira, 27 de julho de 2012

O tempo e o uso que fazemos dele

Como temos empregado nosso tempo?
Esse é um questionamento que raramente costumamos fazer.

Nossa encarnação, aqui na Terra, é finita, tem uma data para acabar. Para cá viemos com o propósito de evoluirmos, progredindo intelectualmente e moralmente.

Entretanto, dedicamos quase todo o nosso tempo para o desenvolvimento material. Trabalhamos, trabalhamos, trabalhamos, para juntar dinheiro e comprar as coisas que desejamos.

Não podemos deixar de ver que o principal objetivo do trabalho é termos uma vida confortável. Só que trabalhamos tanto, que esquecemos de uma coisa: VIVER!

Perdemos a presença de nossos pais, que um dia deixarão esse mundo. E aí sentiremos remorso por não ter aproveitado a sua companhia.

Perdemos o crescimento dos filhos, que um dia serão adultos e terão sua própria vida. E aí ficaremos tristes por não ter participado mais de seu desenvolvimento.

Perdemos a companhia de nossos cônjuges, deixamos de dar atenção. E aí, mais tarde nos arrependeremos do divórcio.

A vida do homem não deve ser exclusivamente para conquistar dinheiro.

Temos que conhecer pessoas, lugares, fazer atividades ao ar livre, ver filmes, tirar fotos, comer sorverte, rir com os amigos, brincar com os filhos, amar aqueles que fazem parte de nossa vida.

Procurarmos nos tornar pessoas melhores, erradicando nossos defeitos e cultivando nossas virtudes. Procurarmos ser mais amorosos e otimistas, permitindo que a felicidade "tenha tempo" em nossos dias.

Nesse mundo moderno, em que cada vez temos menos tempo, usemos sabiamente o nosso. Não deixemos de viver para acumular tesouros, porque ao partir de volta para a pátria espiritual o que levaremos é o que SOMOS e não o que TEMOS.

Paz e luz!

Um comentário:

  1. Concordo com o irmão, e realmente a viagem terrena tem um propósito muito maior do que o bem estar físico e material, ou seja, o mais importante é o nosso desenvolvimento espiritual, é aquela programação que fizemos antes de reencarnar. Mesmo que esqueçamos disso, temos constantemente as intuições de nossos mentores, ou de nossa própria consciência, ou até mesmo alguns sinas de nosso corpo físico, quando a doença nos visita. Rogo ao Pai que nos permita despertar o quanto antes, para que não venhamos a sofrer depois do término de mais essa viagem terrena.

    Muita Paz e Luz a todos os irmãos !!!

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário acerca do post acima.