Últimos Posts:

Últimos posts

quarta-feira, 15 de abril de 2015

O certo e o errado

Todos nós temos como missão o nosso melhoramento íntimo, se desejamos progredir em nossa jornada evolutiva, a fim de nos tornarmos homens de bem (ver link: O homem de bem) e alcançarmos a felicidade.

Para avançarmos, é necessário cultivarmos em nós as virtudes e eliminar os defeitos morais, gradualmente porém de forma constante.

Se faz então fundamental distinguirmos o certo do errado, e aplicarmos este julgamento à cada uma de nossas ações.

Existem muitos erros que cometemos de forma inconsciente, mas há também muitos outros que cometemos conscientemente, agindo assim porque nos é conveniente.

Peguemos como exemplo um homem que está disputando uma promoção no trabalho. Esse homem, para passar na frente de seus concorrentes, faz de tudo para tirar vantagem dos mesmos, usando de armações e esquemas para elevar-se ao mesmo tempo que os degrine a imagem. Ele sabe que isso é errado, mas persiste no erro porque lhe é vantajoso.

É por isso que se faz tão importante discernir o certo do errado.

Essa não é uma tarefa de outro mundo, visto que todas as pessoas trazem na sua consciência a noção do certo e do errado. Não obstante, a educação recebida dos pais na maioria dos casos reforça essas idéias.

Mas ainda assim, Jesus nos brindou com a regra máxima, para que nunca erremos em nossas ações:
"Faz ao próximo o que gostaria que te fosse feito, e não faz ao próximo aquilo que não gostaria que te fizessem."

Esta simples e eficiente regra pode (e deve) ser aplicada em todas as nossas ações.

Vejamos como ficaria o exemplo citado acima, se essa regra fosse seguida:
"Um homem deseja ser promovido no trabalho. A disputa é acirrada. Pensa se haveria um meio de prejudicar os seus concorrentes, a fim de vencê-los com mais facilidade. Entretanto, para e reflete, pensando se gostaria de ser friamente prejudicado por algum colega na disputa pela promoção. Perceberia que não gostaria de ser vítima desse ardil e decide não colocar em prática o seu plano, tentando então conseguir a promoção de forma justa, somente com os seus próprios méritos.."

Assim vemos que, se todas as pessoas tratassem uns aos outros como gostariam de ser tratados, rapidamente a Terra se tornaria um dos lugares mais maravilhosos do universo.

Mas como não podemos mudar o mundo, podemos mudar a nós mesmos, visto que quanto mais nos melhoramos, mais progredimos em nossa evolução, podendo até, em encarnações futuras, habitar mundos mais felizes do que a Terra.

Temos acesso a todo o conhecimento, só nos falta vontade de nos tornarmos pessoas melhores. O que é melhor: não mudar nada e continuar infeliz ou mudar tudo e alcançar a felicidade?

Eis a escolha de cada um.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário acerca do post acima.