Últimos Posts:

Últimos posts

quarta-feira, 24 de julho de 2013

A falta de fé

Nas últimas quartas-feiras, estivemos falando sobre as falhas morais. Hoje falaremos de um tópico muito importante que atrasa a nossa evolução moral: a falta de fé.

A fé é elemento fundamental para o progresso do homem.

Quando o homem crê em Deus, sente-se fortalecido e amparado, vê um propósito em sua vida e percebe a profundidade dos ensinamentos dos grandes espíritos que já passaram pela terra, como Jesus, Buda, Gandhi, São Francisco, Confúcio e tantos outros.

Compreende melhor a relação de fraternidade com seus irmãos. Percebe as bênçãos que Deus lhe dá todos os dias. E isso lhe motiva a praticar o bem e a ser uma pessoa melhor.

Sem a fé, o homem vive sem propósito, sem esperanças. Não vislumbra nenhuma realidade além da matéria, e por isso entrega-se às felicidades ilusórias do mundo material.

O homem sem fé é derrubado a cada dificuldade. O homem de fé sente-se fortalecido ante às adversidades. Isso não quer dizer que não vá sofrer nos momentos difíceis, mas compreende que nunca lhe é dada uma prova maior do que pode suportar. Aguenta com perseverança e esperança no futuro, e sai dessa experiência fortalecido e maduro.

Muitos contestam a fé cega que é praticada em algumas crenças. Justamente por isso o espiritismo vem nos revelar a fé raciocinada: crer por entender, achar lógico e racional.

A fé raciocinada quebra todos os argumentos dados por aqueles que não acreditam. Ela ensina, explica, responde e esclarece, através dos mesmos meios com que é contestada: a lógica, a razão e o bom-senso.

Mas a fé, portanto, não se compra nem se adquire. Se cultiva. O estudo é fundamental para compreender mais a justiça divina. E e ao passo que vamos compreendendo os métodos divinos, mais e mais tudo se esclarece, se mostra sensato e por consequência, nossa fé aumenta.


Leituras complementares:

Condição da fé inabalável
Fé, mãe da esperança e da caridade
Causas anteriores das aflições
Ajuda-te e o céu te ajudará

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário acerca do post acima.