Últimos Posts:

Últimos posts

quarta-feira, 31 de julho de 2013

O que é pagar o mal com o bem?

Quando alguém nos prejudica e nos faz sofrer, seja fisicamente ou moralmente, nosso primeiro instinto é nos defendermos, devolvendo o dano na mesma moeda. Isso é o que uma pessoa comum faz.

Mas será que o trabalhador do bem quer ser uma pessoa comum?
Ou será que o trabalhador do bem quer transcender a todos os costumes de sua época, devotado unicamente para a aquisição de novas virtudes e para a prática do amor ao próximo?

Como então o trabalhador do bem age quando é prejudicado?

O trabalhador do bem, não se enfurece ao ser insultado, pois já não possui orgulho dentro de si. E caso não tenha dominado o orgulho por completo, refletirá e ponderará sobre a situação, assumindo o controle de si mesmo e conscientemente reprimindo o orgulho.

O trabalhador do bem não se entristece quando lhe fazem sofrer, pois a sua fé é enorme e sabe que todo o sofrimento é passageiro e não passa de um teste para a sua paciência.

O trabalhador do bem não deseja o mal quando é prejudicado, pois o mal já não existe em seu coração. Pelo contrário, ele compreende o seu agressor e dele se compadece.

O trabalhador do bem é portanto humilde, mas não submisso.

O trabalhador do bem responde a todas as afrontas com amor, paciência, compreensão e fé. Não se deixa atingir pelas injúrias e as injustiças não abalam a sua resignação.

Ele sabe que é responsável por seus atos e pensamentos, e pondera antes de falar e de agir.

Ele sabe que aquele que usa de violência é ainda escravo de seus instintos.

Ele procura esclarecer e auxiliar o seu agressor, para que se torne uma pessoa melhor.

O trabalhador do bem faz o seu melhor todos os dias, para que possa tornar-se um verdadeiro homem de bem.

Mas se essa postura te parece bela porém utópica, ideal porém distante, saibas que toda a caminhada tem o seu primeiro passo.

Dificilmente se conseguirá essa postura em somente uma encarnação.

Mas as primeiras virtudes do trabalhador do bem são a motivação nos ideais do bem e tentar todos os dias tornar-se melhor.

Para começar, tentemos então não fazer o mal a ninguém e tentemos sorrir para todas as pessoas.

Já é um bom começo, não é mesmo?

Mas nunca esqueçamos de aspirar o progresso.


"Reconhece-se o verdadeiro Espírita pela sua transformação moral e pelos esforços que faz para domar as suas más inclinações." Allan Kardec


"Será bastante dizer: “Sou cristão”, para seguir o Cristo? Procurai os verdadeiros cristãos e os reconhecereis pelas suas obras." Simeão, Bordeaux, 1863



Leitura complementar:

O homem de bem

Pagar o mal com o bem

Se alguém te ferir na face direita, oferece-lhe também a esquerda

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário acerca do post acima.