Últimos Posts:

Últimos posts

sábado, 5 de abril de 2014

A necessidade de estar sempre certo

É natural que as todas as pessoas possuam um ponto de vista diferente e procurem defendê-lo.

Entretanto algumas pessoas tem a necessidade de estarem sempre certas.

Pensemos o seguinte, se ninguém é perfeito (pelo menos não na Terra), como alguém seria capaz de estar certo em todas as ocasiões?

Claro, dentro de uma área de domínio, como no ambiente profissional, é possível que os mais estudados e mais experientes atinjam sim uma quantidade muito maior de acertos do que de erros. Mas se mesmo nesse contexto torna-se difícil que alguém esteja 100% das vezes certo, imaginemos então o quanto é impossível que uma pessoa esteja certa o tempo todo e em todos os aspectos de sua vida.

Faça o teste: quando você participa de um debate, procura defender sua opinião valendo-se de bons argumentos e de tranquilidade no que diz? Ouve o que o outro tem a dizer? Compara as opiniões contrárias com a sua e procura fazer um balanço sincero entre elas? Admite quando percebe seu equívoco?

Se a sua conduta se difere do roteiro acima, é possível que estejas indo pelo caminho errado. Em tempos de internet, onde podemos todos nos resguardar atrás das telas do computador, vemos muitas discussões infrutíferas que culminam em ofensas e brigas. E mesmo pessoalmente vemos ocorrer fenômenos semelhantes.

E a pergunta que não quer calar: será que estamos certos ou será que necessitamos estar certos?

Para uma pessoa orgulhosa, é inadmissível admitir um equívoco. Mesmo que tenha já percebido que está errada, a pessoa orgulhosa dificilmente cederá e passará a usar de agressividade para tomar "à força" a posse da razão.

Precisamos ter muito cuidado para não agirmos dessa forma, pois assim geramos conflitos desnecessários e nos iludimos, pensando que não temos nada a corrigir em nós mesmos. Criamos a falsa sensação de estarmos certos em tudo e o tempo todo.

Se identificamos que já agimos assim (querendo estar com a razão nem que seja à força), já está mais do que na hora de mudarmos nossa postura. Poderemos até ficar chocados com a quantidade de falhas que possuímos e escondemos de nós mesmos por tanto tempo.

E nas ocasiões que estamos do outro lado do debate, se percebemos que mesmo com argumentos fracos e infudados o nosso interlocutor não cede, vale mais calarmos e abandonar a discussão.

Lembremos que raros são os momentos em que uma pessoa está totalmente certa ou totalmente errada. Na maioria dos casos existe uma quantidade de acertos e uma quantidade de erros em cada opinião nossa.

Por isso que o mais indicado é que as pessoas unam-se e construam as coisas em conjunto, buscando os acertos de cada um e superando seus erros, em vez de confrontarem-se em busca da posse da verdade.

Só quando adquirirmos a mentalidade de que cada pessoa, por mais improvável que pareça, tem algo a nos ensinar, é que começaremos realmente aprender tudo o que a vida tem para nos ensinar.

Mas para isso, é necessária a humildade. Só com humildade conseguiremos reconhecer nossos erros. Só com humildade conseguiremos expor nossas opiniões (por mais certas que estejam) sem necessitar estarmos corretos. E o principal, somente com humildade que conseguiremos crescer, fazendo uma sincera auto-análise da toda a nossa maneira de pensar e de agir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário acerca do post acima.