Últimos Posts:

Últimos posts

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Encontrar a felicidade nas pequeninas coisas

Quando se fala em felicidade, logo vamos pensando em coisas grandes e empolgantes: alguns pensarão em fortuna, outros em adrenalina, outros em viver em um templo nas montanhas, e assim por diante.

Já debatemos muitas vezes aqui no blog de que a verdadeira felicidade não vem das coisas materiais. Apesar de elas trazerem certo conforto, não preenchem o vazio que cada ser humano traz dentro de si.

Esse vazio, que é da alma, só pode ser preenchido com coisas da alma.

E que coisas da alma são essas?

Tudo aquilo que fazemos de coração, de boa vontade, é o que nos preenche. Tudo o que é construtivo e útil, principalmente quando é útil ao próximo.

Portanto, não esperemos que a felicidade venha de uma só coisa, mas sim de um conjunto de pequeninas coisas, que ao somarmos nos preenchem de tal forma a ponto de parecer que nada mais nos falta.

Passear em um lindo lugar arborizado, conversar no fim de tarde com os amigos, praticarmos um esporte que gostamos, aprender a tocar um instrumento musical, ler aquele livro empoeirado da estante que compramos e nunca lemos, sorrir, abraçar, amar, ouvir as histórias que os outros têm para nos contar, ou simplesmente quebrar a rotina olhando pela milésima vez o nosso filme preferido. Todas essas pequenas coisas (e muitas outras), quando somadas, representam algo tão grande e satisfatório, que aí então passamos a nos sentir completos e realizados.

E o ponto principal, é o auto-conhecimento. Às vezes temos vários "bloqueios" e manias que nós próprios criamos e que nos impedem de atingir essa felicidade. Procurar uma filosofia ou religião que nos ajude a encontrar esse caminho pode (e vai) ajudar muito no processo.

É somente mudando nossos hábitos que teremos resultados diferentes dos que já temos!

Então deixe seus erros para trás, liberte-se das mágoas e arrependimentos, pois essa carga negativa nos impede de sermos felizes. Olhemos para o presente, e busquemos esses pequenos momentos satisfatórios, que nos trarão a verdadeira auto-realização e a verdadeira felicidade.

E lhes garanto, há como ser muito feliz sem gastar um único centavo.

Fica o desafio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário acerca do post acima.