Últimos Posts:

Últimos posts

quarta-feira, 14 de março de 2012

Perda de Entes Queridos

Esta frase nos é muito conhecida. Não há quem deixe de experimentar na vida terrestre esta situação de afastamento dos entes queridos pela passagem da morte.

Seja o afastamento de pais, irmãos, amigos, parentes mais próximos ou mesmo daqueles a quem muito se ama, não estamos preparados para enfrentar a morte física.

A nossa cultura e as religiões em geral não incluem um aprendizado que nos fortaleça o coração e a alma na hora em que estamos mais fragilizados pela dor da ausência, pela surpresa dos momentos que antecedem a separação.

Porém aqueles que estudam a Doutrina Espírita e a mantém como alicerce de suas vidas comprovam a ajuda silenciosa e alentadora nesses momentos.

Ter a fé como base, e saber que a matéria é algo apenas transitório, que a alma existe após a morte física, e que o corpo nos é apenas a vestimenta para instrumento do espírito, ajuda nos momentos mais tristonhos e sofridos da separação.

A dor é inevitável nos corações que muito se amam, mas a compreensão e a crença num amanhã de reencontro os fortalece.

A prece é bálsamo para aquele que se despreende da matéria e tem que enfrentar surpreso um novo estado físico, uma situação desconhecida para muitos e tantos despreparados. Assim, as energias salutares das preces poderão dar-lhes ânimo e despertar a compreensão do acontecido.

Muitos livros espíritas nos trazem notícias de várias situações em que o espírito pode se encontrar após a morte. Mas com a certeza do amor de Deus podemos deduzir que todos terão a oportunidade de assistência e socorro, e esclarecimento.

Tudo o mais dependerá da própria vontade do desencarnante que, se compreender e aceitar seu novo estado de vida, poderá facilitar mais ainda o trabalho amorável dos benfeitores que o estarão conduzindo a uma nova morada, e mais tarde, após total recuperação perispiritual, a atividades que o ajudem a continuar evoluindo.

Sabedoria e Misericórdia de Deus!

Para nós que aqui ficamos chorosos e com saudades esmagadoras, a Doutrina Espírita nos mostra o caminho na paciência, na abnegação, no trabalho pelo bem e no cultivo das preces que alcançarão nossos entes queridos como brisa suave e refazedora.

Com o tempo, o nosso amigo tempo, as lágrimas serenas se tornarão apenas luzes de saudades emitidas diretamente de nossos corações até àqueles que partiram para a outra vida.

E um dia nós também faremos a passagem encontrando por lá os saudosos corações que nos antecederam, nos apoiando e recolhendo-nos em seus braços para novos caminhos de trabalho e amor.

Assim, amigos, voltem seus corações para Deus e, com certeza, Dele virá o bálsamo para aplacar a dor da saudade e transformar todas as lembranças em doces momentos.

Vivam no Bem aqui na Terra em homenagem àqueles entes queridos que já partiram para a Verdadeira Vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário acerca do post acima.